Gestão de perdas e pandemia: piloto 4Fluid em Porto Feliz (SP)

A pandemia causada pelo Covid-19 trouxe tempos difíceis para toda a população desestabilizando vários setores da sociedade. Com a área do saneamento não foi diferente toda operação das distribuidoras teve de se adaptar ao isolamento social, naturalmente incluindo o setor de perdas.

A pergunta é: como realizar a pesquisa de vazamentos nas redes e ramais de distribuição sem poder sair na rua, coletar e inspecionar os locais?

Esse foi um dos desafios que a distribuidora de água SAAE – Porto Feliz, situada na Região Metropolitana de Sorocaba, teve de enfrentar. O piloto do 4Fluid ocorreu no ápice da pandemia, de Janeiro até Julho interferindo na produtividade da varredura e na pesquisa de vazamentos.

Falando em produtividade em período de pandemia, na qual houve limitações na carga horária, o tempo para realizar a gestão de perdas é fundamental.

No método tradicional uma única coleta do local é realizada em cerca de 1 minuto, sendo que com o 4Fluid a coleta ocorre em 10 segundos com um ganho de 83%. Além disso, com o 4Fluid o geofonista pode focar seu trabalho realmente nos pontos suspeitos de vazamentos e otimizar a pesquisa de vazamentos.

"Um dos benefícios que mais agradou da nova versão do 4Fluid foi a maior interação do geofonista no momento da coleta e a agilidade, minimizando o tempo. Imagine você parar em todas as residências com geofone pra fazer a escuta, o tempo que levaria...Se não fosse as limitações que a pandemia trouxe, nós teríamos feito até 2 a 3 varreduras nesse tempo de contrato”
Amadeu do Sacramento
Funcionário há 10 anos do SAAE - Porto Feliz

A acurácia do piloto realizado com o 4Fluid foi excelente – do total de pontos suspeitos de vazamentos classificados pela Inteligência Artificial e inspecionados pela distribuidora , 89% deles realmente eram vazamentos.

    Se deseja saber mais sobre o sistema 4Fluid, clique aqui e conheça nossa tecnologia